Educar para a Felicidade

A felicidade é o que todos os seres desejam, aspiram, e o horizonte implícito de qualquer educação. Na Escola Caminho do Meio, esse foco é claro, na medida em que a abordagem pedagógica se baseia na identificação e promoção das causas da felicidade.

Todas as tradições espirituais apontam que a felicidade está diretamente ligada à promoção de qualidades humanas positivas como compaixão e amor, que possibilitam o bem viver com o outro, a coletividade e o ambiente. Nesse contexto, o budismo, fonte de inspiração para a escola, é uma tradição que tem como foco a descrição das causas da felicidade e como podemos torná-la possível e plena. O Instituto Caminho do Meio, mantenedor da Escola, tem como missão  traduzir esse legado vivo de mais de 2 mil anos, de forma não religiosa, a crianças e suas famílias.

História

Em 2008 o Instituto Caminho do Meio deu início a um projeto educacional voltado à primeira infância, com enfoque no desenvolvimento de qualidades humanas e no estabelecimento de uma cultura de paz.

A iniciativa compõe a  Escola Caminho do Meio, que não tem fins lucrativos, e está ancorada em uma abordagem que prioriza a sustentabilidade, criatividade, integralidade, o respeito ao brincar e ao universo da criança, além da construção vivencial e participativa de um conhecimento significativo e integrado à dimensão emocional e a habilidades concretas variadas.

O método pedagógico do Programa Caminho do Meio valoriza o cultivo da sabedoria, através da descoberta do mundo interno como elemento estruturador das experiências subjetivas de cada uma das crianças envolvidas. Essa noção de inseparatividade entre o mundo interno e o mundo externo é representada pela noção de mandala, e dá surgimento às cinco sabedorias lúcidas.

Cinco Sabedorias

As Cinco Sabedorias são o eixo do método pedagógico da escola, que tem um enfoque especial no desenvolvimento da capacidade de estabelecer boas relações consigo mesmo, o outro e o mundo. Conheça melhor cada uma delas:

– Sabedoria do Acolhimento: essa sabedoria nos permite reconhecer o outro no mundo dele, em seu próprio contexto, sem julgamentos pré-estabelecidos, podendo assim estabelecer um contato positivo com ele. Esta sabedoria, também chamada Sabedoria do Espelho, nos permite a compreensão de que o mundo que vemos ao nosso redor é o mundo que reflete nossa mente, assim como a experiência de mundo de todos os seres espelha as premissas mentais que cada um tem ao olhar o mundo.

– Sabedoria da Igualdade: Desta sabedoria brota um interesse genuíno em mover-se na direção do outro, promovendo suas qualidades e alegrando-se com a alegria e o crescimento do outro. Ao experimentar-se como inseparável do outro, a generosidade brota de maneira natural. No contexto da prática educativa, o educador se alegra naturalmente com os progressos e alegrias das crianças.

– Sabedoria Discriminativa: Tem por base a lucidez e a serenidade. No contexto da prática educativa, constitui o eixo de compreensão que nos permite diagnosticar obstáculos, orientar e prescrever métodos.

Sabedoria da Causalidade: Sabedoria que relaciona as causas e consequências associadas, e busca promover ações que tragam benefícios e reduzir ações que tragam malefícios, bem como tornar essa lógica visível. Esta sabedoria inclui a habilidade de transformar situações desarmônicas, conflitos e obstáculos em oportunidades positivas.

– Sabedoria de Darmata: Permite-nos perceber a dimensão livre e criativa diante das mais diversas situações, não nos fixando excessivamente à aparência inicial das circunstâncias e podendo por isso manter um olhar aberto e inovador, através do acesso à região de lucidez,  estabilidade e segurança interna em cada um.

As cinco sabedorias são inseparáveis e transversais, atravessando o cotidiano de uma maneira natural. Entretanto, a cada bimestre no transcorrer do ano uma delas se destaca nos estudos da equipe e vivências das crianças. Elas são integradas ao entendimento das Estações do Ano e festividades culturais, para vivenciarmos a interdependência de tudo o que vivemos. Cada sabedoria é estudada pelos educadores a fim de ensinar através do exemplo, bem como oferecer oportunidade de vivenciá-las através brincadeiras significativas, jogos, canções, cantigas de roda, artes em geral.

Plano Anual

Uma abordagem integradora

Nosso planejamento anual articula aspectos pedagógicos, ciclos e elementos da natureza, e as Cinco Sabedorias. Os projetos têm um eixo bimestral comum para os variados grupos de crianças de toda a Escola, que inclui a observação atenta da natureza ao redor. Favorecemos ainda o desenvolvimento de habilidades artísticas, motoras, comunicativas, sociais, cognitivas, em harmonia com temas significativos ao longo do ano.

A observação de cada um dos cinco elementos naturais – terra, água, fogo, ar e espaço -, ao ser feita de forma viva dentro e fora do nosso corpo, traz a experiência de sermos inseparáveis da natureza, oferecendo uma ecologia humana e cultivando um pensamento científico que seja, ao mesmo tempo, ético e afetivo.

As festas e celebrações marcam os ciclos e têm uma função de culminância natural do processo vivido, além de ser um momento para compartilhar as experiências com familiares e a comunidade em geral. Na Escola Caminho do Meio organizamos o trabalho em cinco bimestres. Leia um pouco mais sobre os temas bimestrais aqui. Abaixo o quadro resumo:

planoanual

 

Educadores em formação permanente

Devido à sua abordagem pedagógica especial, a equipe da Escola Caminho do Meio se mantém em estudos e formação permanente, pesquisando, aprendendo e exercitando um trabalho de auto-educação que é um dos cernes principais do método da escola. Um dos momentos de estudo em equipe é realizado em encontro semanal aberto e transmitido, quem tiver interesse pode acessar os links dos encontros anteriores aqui: playlist

Encontros de Estudo do Referencial Pedagógico da Escola Caminho do Meio

Anúncios

5 comentários sobre “NOSSA PEDAGOGIA

  1. Também sou psicóloga e depois de ter 3 netos, a terceira vai chegar está semana eu passei a adorar brincar com crianças. Minha vontade é largar tudo e ir para aí aprender o método e ser uma vovozinha deste grupo tão especial com didática e método tão corajoso e amoroso.saudades se todos do Caminho do meio. LAMA PADMA SAMTEN PEÇA SUA BEN CAO, ,,,,

    Curtir

  2. Genial, achei o máximo. Gostaria de ser mais jovem para entrar nesta escola pedagógica.Mas, como o Rio Grande do Sul, sempre com novidades, está misturando os vovozinhos com as crianças….quem sabe; Sou psicóloga e estive na Unipazmg por 8 anos e com o Lama, a Penha, e outras pessoas, demos o start up no cebbbh.Parabéns, quero visitá-los, tão logo acabe um tratamento físico. A alma, pede calma e silêncio,terra e ar, tudo de bom que vocês têm aí. Abraços fraternos, Maria Emília

    Curtir

  3. Hoje participei de um seminario facilitado pela nossa querida e amada peregrina e psicóloga Lydia Reboucas de Mello, e tivemos uma noite de autógrafos de seu primeiro livro autobiográfico “A INVENTADEIRA”. (romanceado, livre, leve e solta-uma sertaneja do Piaui, Mestre em Educação e Vice-Reitora da UNIPAZ, pode somar com vocês do Caminho do Meio. Brasília /DF 2015. Abraços de amor Divino. Maria Emília de Magalhães Viana

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s