Educação para a felicidade

Este projeto é uma iniciativa voltada a pensar, experimentar e realizar uma educação ancorada em valores humanos compreendidos como um referencial de sabedoria e lucidez, cuja realização na vida é capaz de criar ambientes ativos de cultura de paz – ou terras puras.

Sua Santidade o Dalai Lama tem trabalhado a partir da percepção dessa base comum de que todos os seres aspiram a felicidade e aspiram se livrar do sofrimento, tanto seres humanos como seres da natureza em geral. Quanto mais algo é positivo para todos, de maneira ampla, tanto mais é fonte de uma felicidade duradoura e sustentável.

Uma educação para a felicidade, portanto, passa por referenciais de sabedoria e compaixão, com o desenvolvimento das capacidades de trazer benefícios verdadeiros a si mesmo, à sociedade ao redor, e à natureza como um todo.

Para além de uma tradição religiosa, o budismo tem se proposto no ocidente, por meio de mestres como Sua Santidade o Dalai Lama e o Lama Padma Samten, como um caminho vivo para enriquecer nossas visões sobre sabedoria, bondade e felicidade, e uma maneira complementar ou convergente a outras tradições espirituais, à própria ciência ou mesmo ao ‘bom senso’ que podemos desenvolver em direção a uma cultura sustentável e plena de qualidades.

Com a intenção de investigar as implicações da espiritualidade nos processos educativos, surgiu, dentro do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Pernambuco, o Núcleo de Pesquisas em Educação e Espiritualidade. Dentro dele, uma linha de pesquisa em Educação e Budismo foi criada para estudar o potencial de contribuição dessa tradição aos desafios educacionais de hoje, a partir do inventário da abordagem de diversos mestres sobre o tema. A pesquisa constatou a relevância do trabalho do Lama Padma Samten para as reflexões contemporâneas sobre educação.

O Lama Padma Samten foi ordenado na Linhagem Nyingma do budismo tibetano, e seu trabalho inspira-se na intenção do próprio Dalai Lama de oferecer os ensinamentos como algo útil à vida das pessoas e que favoreça as qualidades positivas já naturalmente presentes, sem que seja necessária nem mesmo uma adesão ao budismo. Ele  coordena um programa de formação articulado em torno do Centro de Estudos Budistas Bodisatva, com grupos e salas de prática e estudo espalhados em diversas cidades do Brasil.

No Rio Grande do Sul, onde o primeiro desses grupos surgiu, está hoje estruturado o CEBB Caminho do Meio, um ambiente no qual um conjunto de praticantes residem possibilitando a circulação dos ensinamentos. Nesse espaço foi criada, em 2008, a Escola Infantil Caminho do Meio, cuja experiência ganha relevância na aplicação desses ensinamentos a um projeto educacional voltado para o ambiente escolar.

Da interface entre essas várias experiências, e do sonho de construir uma educação voltada para a lucidez e para a promoção das causas e condições de felicidade para as gerações atuais e as futuras, surge este espaço, dedicado a fazer circular as reflexões e experiências vinculadas a essa intenção.

Que os ensinamentos dos mestres de todas as tradições de sabedoria e amor possam florescer, e que os seres em todas as direções possam ter benefício verdadeiro..

Anúncios

Um comentário sobre “Educação para a felicidade

  1. Bom dia.Sou Pedagoga e gostaria visitar a escola , pois sua filosofia de trabalhar a educação para a paz e com afetividade é no que acredito.
    me chamo Luciana Almeida, moro em POA, mas quero muito poder ir até vocês.Fico no aguardo de um retorno.Desde já agradeço.Att, Luciana.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s